terça-feira, setembro 15, 2009

O evangelho e a rede

Jobson Dornelles Santos nasceu em 1962, em São Paulo, SP. Estudou no Instituto Adventista de São Paulo (Iasp), no Unasp, campus São Paulo, onde se formou em Teologia em 1985, e no Unasp, campus Engenheiro Coelho, onde cursou o mestrado e o doutorado em Teologia Pastoral. Foi pastor distrital por 11 anos em Mato Grosso e Goiás, capelão do Hospital Adventista de Belém por dois anos e nos últimos dez anos tem trabalhado no Sistema Adventista de Comunicação em diversas funções: diretor da Escola Bíblica, tradutor, produtor e apresentador do programa “Lugar de Paz”. Atualmente trabalha no departamento de Web Móbile como coordenador de evangelismo via internet. Em julho, Jobson defendeu sua tese doutoral sobre o uso evangelístico da internet pela Igreja Adventista do Sétimo Dia. Depois de aprovado sem observações pela Banca, concedeu esta entrevista ao jornalista Michelson Borges:

Por que você decidiu pesquisar sobre o evangelismo via internet?

A ideia de pesquisar o uso da internet para o evangelismo surgiu de um diálogo com o Dr. Alberto Timm, meu orientador de tese no programa de doutorado em Teologia oferecido pelo Salt, campus Engenheiro Coelho. O Dr. Timm me incentivou a descobrir maneiras pelas quais esse meio de comunicação poderia contribuir para o cumprimento da missão evangélica. Desde o princípio, me empolguei com o tema e com muito prazer me dediquei a explorá-lo. A pesquisa de nove anos resultou numa tese de doutorado com 386 páginas.

Fale um pouco sobre a história do evangelismo adventista na internet.

O primeiro site adventista em língua portuguesa, o www.cvvnet.org, foi lançado em 1994 por Cleandro Viana. O primeiro site adventista institucional brasileiro foi criado em 1995 pelo ministério “Está Escrito”, o qual, mais tarde, no mesmo ano, passou a integrar o site do então recém-criado Sistema Adventista de Comunicação, www.sisac.org.br. Outras iniciativas voluntárias e institucionais se seguiram nesse período de pioneirismo.

Nos anos de 1996 e 1997, vemos o surgimento principalmente de sites institucionais como os de sedes de Associações, de Uniões e da Divisão Sul-Americana, www.dsa.org.br.

De 1998 a 2001, observou-se uma diversificação nos domínios adventistas. Surgiram sites de igrejas locais, evangelísticos, educacionais, de músicos, do ministério jovem, entre outros. Nessa época, foram lançados portais que se tornaram muito acessados como o www.advir.com.br, o www.bibliaonline.net e o www.jesusvoltara.com.br.

A partir de 2002, começaram a surgir sites adventistas especializados como o portal www.educacaoadventista.org.br, elaborado pela Agência de Desenvolvimento Web da USB, estabelecida no campus do IAP. Um site desenvolvido por profissionais e mantido por trabalhadores de tempo integral tem bem mais condições de sobressair no competitivo mundo cibernético.

A criação do departamento de internet da Novo Tempo, em 2008, por ocasião da campanha Impacto Esperança (www.esperanca.org.br), representou o reconhecimento, por parte da Igreja, da importância de se utilizar melhor esse poderoso meio de comunicação de massa. A partir de 2009, o departamento passou a contar com cinco funcionários de tempo integral.

Existem atualmente mais de 800 sites e blogs adventistas em língua portuguesa, a maioria fruto de iniciativas pessoais. Esses sites têm sido um aporte para a Igreja Adventista do Sétimo Dia em sua missão.

Qual é o papel da internet na pregação do evangelho e que vantagens esse recurso tem sobre outras mídias?

O rádio e a TV têm alcance geográfico limitado e exigem investimentos elevados. A internet permite a divulgação mundial de conteúdos com investimentos relativamente pequenos.

A imprensa, o rádio e a TV são veículos de comunicação um para todos, em que um emissor envia mensagens para grande número de receptores. A internet é um veículo de comunicação todos para todos, em que é possível não apenas enviar informações, mas também receber retorno da parte dos usuários conectados, o que a torna excelente ferramenta para a evangelização mundial.

Por meio de serviços como pedidos de oração, cursos bíblicos e redes sociais, é possível estabelecer relacionamentos de qualidade com pessoas que estão em busca de Deus e encaminhá-las para igrejas locais. Muitas dessas pessoas se integram a comunidades adventistas e são batizadas.

Em que aspectos a Igreja precisa, como organização, avançar na pregação virtual?

Os principais desafios que se apresentam para o êxito do evangelismo adventista via internet são: falar a linguagem da sociedade, superar desafios tecnológicos, desenvolver conteúdos de qualidade, capacitar colaboradores voluntários e alcançar eficácia na visitação aos interessados. Esses objetivos são muito abrangentes e não poderão ser alcançados por esforços independentes sem o apoio da estrutura organizacional.

Arne Fjeldstad, doutor em teologia pela Universidade de Fuller, afirma que “um dos principais desafios para a pregação do evangelho através da internet é o domínio das novas tecnologias”. Para Allan Beeber & Siam Rogers, “o que precisamos fazer é integrar alta tecnologia com alta simpatia, o que é tanto uma arte como uma ciência”.

A fim de se obter os melhores resultados na utilização da internet em esforços evangelizadores adventistas, é importante estabelecer um núcleo responsável pelo evangelismo via internet, prática já adotada por outras organizações religiosas. Essa equipe precisa ser composta por pelo menos quatro profissionais de tempo integral: (1) um diretor de evangelismo; (2) um programador web; (3) um coordenador de voluntários; e (4) um coordenador de interessados.

Evangelizar pela internet é bem mais do que colocar conteúdos religiosos na web.

Sim, e uma das áreas mais importantes diz respeito à capacitação dos colaboradores. Atualmente, o www.bibliaonline.net, site adventista oficial de estudos bíblicos para a América do Sul, tem oito mil colaboradores voluntários cadastrados como intercessores, conselheiros e instrutores bíblicos via internet. A previsão é de que nos próximos cinco anos sejam 18 mil colaboradores. O apoio adequado a esses dedicados missionários exige alguém competente para assessorá-los.

A principal tarefa do coordenador de interessados é a de criar condições para que visitadores adventistas possam atender adequadamente aos interessados. Por meio de um cadastro de interessados disponível, mediante senha, através da internet, cada igreja, pastor ou Associação pode saber quais estão mais próximas de uma decisão ao lado de Deus, em sua região geográfica. A partir dessa informação, esforços missionários poderão ser direcionados aos mais receptivos, possibilitando maior colheita evangelística.

O núcleo responsável pelo evangelismo via internet deverá também criar mecanismos para evangelizar através de celulares e outros aparatos tecnológicos que possam surgir.

É importante a igreja compreender que, sem os devidos investimentos em recursos humanos e financeiros, não há como se tornar relevante na competitiva rede mundial.

Em sua pesquisa, você constatou que mais de 60% das iniciativas evangelísticas na web são de irmãos voluntários. Como você vê isso?

A igreja, como organização, jamais terá condições de criar e manter sites em todas as áreas necessárias e importantes. Os membros voluntários que têm se dedicado a estabelecer sites e blogs evangelizadores dão uma significativa contribuição para a missão da Igreja e precisam ser incentivados em suas atividades.

Necessitam-se milhares de sites e blogs a respeito dos mais variados assuntos. Cada iniciativa deve ter seu espaço, sua relevância e seu público específico. O ideal é que cada site adventista se especialize num segmento e estabeleça parcerias com sites que ofereçam serviços de qualidade em outras áreas.

Você também propõe uma coordenação por parte da Igreja. Como e por que isso deveria ser feito?

Os muitos sites e blogs adventistas existentes em língua portuguesa correm o risco de atuar nas mesmas áreas com multiplicidade de esforços na realização das mesmas tarefas. Apenas um trabalho coordenado permitirá a ocupação de maior número de áreas estratégicas com menor desperdício de recursos.

Existe enorme boa vontade, por parte dos líderes voluntários de sites e blogs, em colaborar com a Igreja Adventista do Sétimo Dia, mas essas pessoas precisam receber orientação e motivação. Encontros presenciais e à distância, promovidos pela organização adventista, são necessários a fim de que esses sites alcancem eficácia em seus esforços e avancem como uma frente unida.

Vamos tomar o exemplo de uma rede de oração, um serviço que abre portas para amizades significativas e gera confiança na equipe de colaboradores do site evangelizador. Sem a coordenação da Igreja, provavelmente existiriam 50 ou 100 redes de oração pequenas competindo umas com as outras, exigindo diversas pessoas dando treinamento aos voluntários. Caso a Igreja assuma a coordenação desse serviço, poderia haver uma rede de oração oficial, a qual seria replicada em centenas de sites e blogs adventistas. O treinamento dos intercessores seria feito por uma equipe central com inúmeros benefícios em termos de eficiência.

O site/blog que decidisse participar dessa grande rede de oração poderia escolher exibir os pedidos e agradecimentos recebidos apenas no site de origem ou o total dos itens recebidos por todos os sites. A programação computacional para tal rede de oração já existe e foi feita por Marcelo Castello, atualmente desenvolvedor da Novo Tempo. Entretanto, o maior desafio, neste caso, não é o tecnológico, mas sim ações de liderança que permitam a adesão de inúmeros sites e blogs a esse sistema. A coordenação dessa rede de oração poderia ficar a cargo da Novo Tempo, instituição responsável pela utilização dos meios de comunicação de massa na América do Sul.

Dê sugestões de como um site ou blog pode ser usado para evangelizar.

Um dos primeiros aspectos a serem considerados ao se criar um blog ou site é determinar o público-alvo e a área de atuação do site. Esses dois aspectos interagem entre si e determinam, em grande medida, as pessoas que haverão de acessar o site/blog e ser beneficiadas com os conteúdos e serviços.

Segundo Mark Kellner, um site de organização religiosa deve buscar três coisas: (1) apresentar uma mensagem persuasiva; (2) atualizar com frequência seus conteúdos; e (3) responder rapidamente às perguntas. Um site ou blog que persiga esses três objetivos, receberá crescente número de usuários.

Devem ser feitos esforços para tornar a rede mundial um veículo de transmissão de valores cristãos, em vez de ser um meio de comunicação que traga problemas aos usuários que o utilizam de forma inadequada.

De que forma o evangelismo pela internet poderia ser mais pessoal, já que não existe “batismo” via internet?

Para algumas pessoas, a internet é um ambiente distante e impessoal. Entretanto, pesquisas demonstram que os relacionamentos desenvolvidos através da web têm as mesmas qualidades dos relacionamentos presenciais. Num relacionamento à distância, muitas vezes a pessoa expressa opiniões e sentimentos que não teria coragem de expressar de forma presencial. O conselho brasileiro de psicologia já aceita o aconselhamento através da internet, realizado por profissionais treinados.

Existem algumas maneiras pelas quais é possível estabelecer relacionamentos significativos por meio da internet. Uma delas é a troca de e-mails. Outra é a troca de mensagens instantâneas ou debates em chats ou fóruns. Outra ainda é participar de redes sociais. Através desses meios é possível repartir conhecimentos e experiências num clima de amizade e respeito.

Ao perceber que um serviço de respostas bíblicas e aconselhamento teria grande chance de beneficiar significativamente a vida dos internautas, o site www.bibliaonline.net passou a oferecer esses serviços com excelentes resultados. De 2001 a 2008, foram recebidas 53 mil perguntas bíblicas e de aconselhamento, 80 mil alunos de cursos bíblicos e 393 mil pedidos de oração.

Os brasileiros são muito sociáveis e grandes adeptos das redes sociais, mas, a fim de capitalizar essas características, é preciso haver pessoas suficientes para estabelecer pontes com os internautas. Caso a Igreja Adventista do Sétimo Dia invista no treinamento de evangelizadores via internet, colherá bons resultados evangelísticos.

Conte uma ou duas experiências marcantes de evangelismo pela web.

Giovana Rocha, advogada de 27 anos de idade, havia feito quatro cursos bíblicos via internet oferecidos pelo site www.bibliaonline.net, e em cada um dos cursos solicitou visita. Ao ser visitada pelos colaboradores do site, na semana seguinte começou a frequentar a Igreja Adventista Central Paulistana, e, cinco meses depois, foi batizada.

A dedicação dos colaboradores voluntários tem sido significativa nas decisões por Cristo. Marta Cristina de Castro Reis cadastrou-se como visitadora ao site www.bibliaonline.net em 2007. Nesse mesmo ano, teve a oportunidade de visitar uma pessoa na cidade de Cachoeira Paulista, SP, que havia solicitado visita após assistir a TV Novo Tempo. Marta visitou Maria de Lourdes, estudou a Bíblia com ela e, posteriormente, Maria foi batizada.

Histórias como essas ilustram o modo como a internet tem contribuído para o batismo de diversas pessoas. Certamente, muitas outras pessoas foram beneficiadas e nada soubemos de suas histórias. Os relatos que chegaram até nós, entretanto, nos permitem perceber o potencial que o meio internético representa para a pregação do evangelho.

Diversos meios de comunicação semeiam a mensagem do evangelho. A internet é o veículo ideal para a colheita do que foi semeado por diversas fontes, pois permite a identificação das pessoas interessadas e facilita o atendimento a elas.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails